POSTS RECENTES
Please reload

Prevenção e Combate a Incêndio

8 Sep 2018

     

 

     Segundo a lei de n° 13.425, todas as edificações (seja casa ou apartamento), estabelecimentos e áreas de reunião de público, devem ter um projeto de combate a incêndio. O objetivo de se ter um projeto desta natureza é estar preparado caso ocorra um acidente.

     Se você veio aqui para entender mais sobre o projeto de combate a incêndio, veio no lugar certo!

 

 

O que um projeto de combate a incêndio precisa ter? 

 

     Já que começamos o texto falando de lei, por que não falarmos de normas agora? São as Normas de Segurança de Combate a  Incêndio (NSCI) que vão começar guiando o projeto de combate a incêndio, assim também como as normas do Corpo de Bombeiros do seu município.  Nelas estão as orientações básicas dos componentes de segurança, características técnicas dos equipamentos, demanda de água e indicações referentes à execução das instalações, entre diversos outros pontos cruciais para a elaboração do projeto

 

     As especificidades para cada projeto dependem do tipo de sua ocupação, que de acordo com o Governo de Pernambuco pode ser:

 

1. Residencial:

 

2. Comercial (mercantil e comercial);

 

3. Industrial;

 

4. Mista (residencial e comercial);

 

5. Pública (quartéis, secretarias, tribunais, consulados e congêneres);

 

6. Escolar (escolas, creches, jardins e congêneres);

 

7. Hospitalar e laboratorial;

 

8. Garagens;

 

9. De reunião de público (cinemas, teatros, estádios, igrejas, auditórios, salão de exposições, boates, clubes, circos, centro de convenções, restaurantes e congêneres);

 

10. Edificações Especiais: (Arquivos, cartórios, museus, bibliotecas, estações de rádio, TV, centros de computação, subestação elétrica);

 

11. Depósito de inflamáveis;

 

12. Depósito de explosivos e munições.  

 

     Para cada um desses, medidas diferentes devem ser adotadas a fim de se adaptar ao fluxo de pessoas, que dependendo do uso muda bastante, assim como a logística do local, número de pavimentos e etc..

     No projeto, basicamente são localizadas unidades extintoras adequadas para áreas de possíveis ocorrências de incêndio, saídas de emergência em lugares estratégicos e adequadas para o números de usuários do local entre diversas outras especificidades presentes no Código de Segurança Contra Incêndio e Pânico (COSCIP).

 

     Ainda não se deve esquecer que os materiais combustíveis que ficam localizados no interior do edifício devem ser limitados, ou seja, não devem ser acima do necessário. Em pequenos edifícios as soluções para a disponibilização de materiais deve ser otimizada e, para isso, o melhor a se fazer é consultar o projetista para auxiliar.

     Outra medida que deve ser tomada na elaboração de um projeto de combate a incêndio é consultar o autor do projeto da edificação para não ter surpresas quando for feita a execução do projeto.

     Além de todas as especificações de equipamentos e suas localizações é importante saber que existem dois tipos de proteções. A ativa e a passiva.

     A ativa, é a mais conhecida, e é funciona de forma direta caso ocorra um incêndio, composta por extintores de incêndio, sprinklers, portas corta-fogo, etc.

 

     Já a proteção passiva contra incêndio (PPCI), é a forma encontrada para que o fogo não se propague pelos ambientes num tempo suficiente para evacuarem a edificação em segurança e o Corpo de Bombeiros resgatar possíveis vítimas, além de combater o fogo.

 

Quais são os órgãos que o projeto deve atender?

  • Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT)

  • Normas de Segurança de Combate a  Incêndio (NSCI)

  • Código de Segurança Contra Incêndio e Pânico (COSCIP)

  • Corpo de Bombeiros do município

        Quando o seu projeto é aprovado você consegue dar entrada no Habite-se e consegue o AVCB ( Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros).

 

Considerações Finais

 

    É importante ressaltar que um edifício seguro apresenta uma baixa probabilidade de início de incêndio e, automaticamente, uma alta possibilidade de fuga dos ocupantes.

      Desta forma, ao se estabelecer o projeto de combate a incêndio estará regulamentando a edificação conforme as regras estabelecidas e garantindo as vistorias emitidas pelo Corpo de Bombeiros.

Não caia no erro de não buscar um profissional especializado. Precisa de ajuda? Fazemos seu orçamento gratuitamente! Entre em contato conosco.

 

 

 

Share on Facebook
Please reload

Please reload

PROCURAR POR TAGS
NOSSAS REDES
  • Facebook - White Circle
  • Instagram - White Circle
  • YouTube - White Circle
  • LinkedIn - White Circle